BrazilLAB atinge marca de 75 projetos inscritos e fecha parceria com gigante multinacional - BrazilLAB
PT EN
INOVAçãO PARCERIA WE WORK

BrazilLAB atinge marca de 75 projetos inscritos e fecha parceria com gigante multinacional

07/06/2016

O BrazilLAB fechou nesta sexta-feira parceria com a We Work, um dos maiores grupos fomentadores de empreendedorismo do mundo

we workO BrazilLAB fechou nesta sexta-feira parceria com a We Work, um dos maiores grupos fomentadores de empreendedorismo do mundo. Inscrições para o Lab duram até sexta-feira, dia 10/06. 

O laboratório de aceleração de empreendedorismo e inovação Brazil Lab atingiu nesta sexta-feira a marca de 400 inscrições em andamento e 75 projetos já submetidos que buscam propor soluções para melhorar a qualidade do serviço público nas áreas de Educação, Saúde e Sustentabilidade Ambiental voltada para a gestão dos recursos hídricos.

“Os números nos impressionaram muito e só reforçam que mesmo num cenário tão difícil que o Brasil está vivendo existem pessoas comprometidas em pensar soluções para o nosso país”, afirmou a gestora do Brazil Lab, Leticia Piccolotto.

O programa anunciou ainda nesta sexta a parceria com o grupo fomentador de inovação e empreendedorismo We Work, que terá capacidade de ampliar o alcance do Brazil Lab para 12 países, como Estados Unidos, Canadá, França, China e Austrália, atingindo uma rede de 68 mil empreendedores associados. 

“Essa parceria com a We Work é fundamental para os empreendedores se conectarem a uma rede global e que as soluções possam ser replicadas em outros países que também vivem desafios similares aos do Brasil”, disse a gestora do Brazil Lab.

O prazo para inscrição dos projetos termina no próximo dia 10. O diferencial que o Brazil Lab propõe é o ambiente de constante estímulo ao empreendedorismo que conecta os participantes a potenciais investidores e prefeituras. Os dez projetos selecionados para participar do laboratório serão anunciados no próximo dia 29.  

“O Brazil Lab é um programa que está inserido num contexto de mudança de relação entre os setores privado e público. É fundamental que esses dois setores estabeleçam parcerias mais saudáveis, éticas e transparentes com foco em resolver problemas para a população”, afirmou Letícia. 

Os projetos selecionados serão submetidos a quatro meses de mentoria que conta com uma rede especialistas, confira aqui. Três finalistas serão escolhidos e o vencedor receberá um investimento de U$ 5.000,00 para dar início a implementação de sua ideia.

 

Participe da próxima Discussão Brazil Lab - O Poder da Tecnologia na Saúde, clique aqui.

Veja Também:

Barcelona: o exemplo de inovação na gestão pública que merece ser conhecido e seguido

A cidade espanhola tem uma longa trajetória de estímulo à inovação no setor público. Mas, desde 2015, a transformação vem se acentuando. Conheça agora essa história

Startup e Prefeitura de São José dos Campos se unem para despoluir lago com tecnologia

Startup joseense vai coordenar projeto piloto para a limpeza de um dos lagos do Parque da Cidade

O que a Estônia pode ensinar ao Brasil sobre a pauta GovTech

Ronaldo Lemos retrata o pioneirismo da Estônia na questão das identidades digitais e no uso da tecnologia no governo (GovTech)