Iguá Lab se aproxima de startups para acelerar inovação no saneamento - BrazilLAB
PT EN
Iguá Lab Iguá BrazilLAB CUBO Orgânica Digital Saneamento Startups

Iguá Lab se aproxima de startups para acelerar inovação no saneamento

13/06/2018

Grandes nomes do ecossistema de empreendedorismo participaram de debate em São Paulo

Mais de cem empreendedores participaram de debate no Cubo, em São Paulo, para discutir a inovação no saneamento. O evento “Edtechs, fintechs, hrtechs, cleantechs. Sua startup pode inovar no setor de saneamento” foi promovido, nesta segunda-feira (11), pelo Iguá Lab, programa organizado pela Iguá e que conta com a parceria do BrazilLAB e da Organica Digital. A dinâmica contou com a presença de Gustavo Guimarães, presidente da Iguá, Daniel Grynberg, membro da Yunus Negócios Sociais, e Alexandre Rodrigues, CEO e Co-Fundador Evnts. A companhia de saneamento está com inscrições abertas até sexta (15) para o primeiro Iguá Lab, programa que selecionará startups com soluções para cinco desafios do setor.

Evento Iguá Lab

Renato Mendes, sócio da Aceleradora Orgânica e autor do livro “Mude ou Morra“, foi responsável por mediar o debate e destacou o cenário atual de ruptura da velha para a nova economia. Novos hábitos e cultura envolvem entender os desejos e as dores do consumidor, o que as startups estão fazendo muito bem, segundo ele. “A Iguá entendeu a transformação que o mundo está passando. A empresa quer pensar e agir como uma startup.”

Na Iguá, os funcionários estão sendo provocados a “sair do local comum“, como reforçou Gustavo Guimarães. “Conseguiremos produzir mais valor se pensarmos diferente”. Para o presidente da companhia, há muitas oportunidades de inovação. É uma área que ainda tem escassez de serviços, é um negócio de impacto social e com altos investimentos previstos para a universalização do saneamento. “Não seremos uma equipe de saneamento tradicional. Vamos transformar esse mercado”, afirmou.

O ponto de vista do empreendedor foi exposto por Alexandre Rodrigues, que compartilhou sua experiência como fundador da Evnts, ferramenta de reserva de hotéis para eventos. Em apenas três anos de existência, a Evnts já é utilizada em 70% dos grandes eventos no Brasil. De acordo com ele, tecnologias e ferramentas que existem hoje, como Netflix e Uber, não eram vislumbradas como modelos de negócio poucos anos atrás.

Dentro das empresas, a lógica é a mesma. “O jeito que o setor de saneamento opera hoje não será igual em 10 ou 15 anos. Isso vai mudar. Alguém vai criar algo novo”, disse Alexandre Rodrigues. Já Daniel Grynberg, da Yunus, reforçou como a nova geração de empreendedores faz escolhas baseadas em valores: “as pessoas buscam propósito de vida e negócios sociais”.

Com 18 operações em cinco estados brasileiros, a Iguá Saneamento beneficia cerca de 6,6 milhões de pessoas. A inovação no saneamento é uma das prioridades da nova gestão da empresa. Com o objetivo de acelerar a transformação do setor, a companhia lançou o Iguá Lab.

O programa selecionará startups com soluções direcionadas a cinco grandes desafios: inadimplência, perdas de água, comunicação com clientes, treinamento de colaboradores e tecnologia. A iniciativa é promovida em parceria com o BrazilLAB e a Aceleradora Organica. As inscrições vão até o dia 15 de junho pelo site www.igualab.com.br. Os empreendedores vencedores terão a oportunidade de fechar contrato de um ano com a empresa e receberão mentoria do time de executivos.

Sobre a Iguá

A Iguá é uma nova companhia de saneamento que atua no gerenciamento e na operação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, por intermédio de concessões e de parcerias público-privadas. Atualmente, está presente em cinco estados brasileiros: Alagoas, Mato Grosso, Santa Catarina, São Paulo e Paraná, por meio de 18 operações, que, somadas, atendem a cerca de 6,6 milhões de pessoas. O alcance da prestação de serviços coloca a companhia entre os principais operadores privados do setor de saneamento no país. O nome Iguá é uma referência direta ao universo de atuação da companhia: em tupi-guarani, “ig” que dizer água. É uma empresa controlada pela IG4 Capital.

Sobre o BrazilLAB

O BrazilLAB é o único GovTech Hub que acelera ideias e conecta empreendedores com o poder público. Nosso objetivo é estimular, no Brasil, uma cultura voltada para a inovação no setor público. Fazemos isso apoiando empreendedores que estão engajados em buscar soluções para os desafios mais complexos vividos pela sociedade atual. 

Sobre a Aceleradora Organica

Para estar na nova economia não vale pensar com os conceitos do passado. É preciso acompanhar as transformações do mercado,
olhando sempre para frente e, para que isso aconteça, a criatividade tem que caminhar junto aos dados, com agilidade, velocidade e sem medo.Para ajudar negócios promissores ou os já estabelecidos, os que estão ou que querem entrar na nova economia, a Organica montou um time de profissionais (ou de mentes aceleradas) com experiência de mercado e muitos cases no currículo. Trabalhamos tanto com aceleração de startups quanto transformação digital em grandes empresas. Recentemente a Organica passou a desenvolver projetos de Corporate Venture. 

Veja Também:

Inovação e empreendedorismo no setor público são temas de evento gratuito do BrazilLAB

Realizado pelo BrazilLAB, encontro reunirá startups, governo e academia no Google Campus

O que vem por aí? As propostas de candidatos à presidência que se apresentaram no GovTech Brasil

No encerramento da convenção, cinco presidenciáveis subiram ao palco para compartilhar suas visões sobre inovação no setor público. Confira aqui um resumo de cada um

GovTech Brasil: de acordo com especialistas, a inovação na segurança pública é “para ontem”

Especialistas reuniram-se em São Paulo para debater desafios e soluções para a área. Veja agora os destaques desse encontro