Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
EMPREENDEDORA SOMA VENCEDORA EDIÇÃO 2016

Assinatura contrato premiação

07/03/2017

Vencedora da edição 2016 do BrazilLAB, criadora do SO+MA assina contrato para receber prêmio. A publicitária e cientista social Claudia Freitas foi a grande vencedora da 1a edição do BrazilLAB, realizada em 2016.

Como um programa de aceleração e mentoria, o BrazilLAB está sempre em busca de empreendedores que tenham grandes ideias, pois o nosso principal propósito é ajudá-los a tirar essas ideias do papel -- seja por meio de eventos, oficinas, sessões de networks, roadshows ou de várias outras iniciativas.

A publicitária e cientista social Claudia Freitas é uma dessas empreendedoras. Ela foi a grande vencedora da 1a edição do BrazilLAB, realizada em 2016, após criar o SO+MA -- um programa de fidelidade que tem o objetivo de engajar, capacitar e criar novas oportunidades de negócios para o público debaixa renda. Isso ocorre por meio da utilização da tecnologia como base e do resíduo como "moeda" para estimular novos hábitos e comportamentos nos cidadãos.

A ideia é tão simples quanto necessária: o cidadão separa e entrega seus resíduos sólidos nas casas SO+MA. Esses resíduos são transformados em pontos e acumulados no programa de fidelidade, podendo ser trocados por diferentes tipos de recompensas, como alimentos, cursos de capacitação, serviços, entre outros.

Todo o material recebido é encaminhado para a reciclagem por meio de cooperativas de catadores -- que também recebem capacitação para gerenciar suas organizações de forma mais sustentável e lucrativa.

Assim, forma-se um ciclo virtuoso, em que todos os participantes saem ganhando: os usuários, que economizam, recebem gratificações importantes e melhoram a qualificação profissional. O gestor público, que reduz gastos com varrição, com transporte para aterros, com o tratamento de doenças provenientes do lixo, entre outros. E as cooperativas, que aprendem a gerenciar seus espaços para aumentar o potencial de lucro.

O programa também aumenta a auto-estima de jovens e contribui para o empoderamento de mulheres, além de revitalizar os espaços públicos. E vale ressaltar, ainda, que o SO+MA é o único programa de fidelidade voltado para a baixa renda que busca desenvolvimento local.

A iniciativa saiu vencedora dos quatro ciclos do programa de aceleração, ocorridos entre julho e outubro de 2016. Pelo SO+MA, Claudia recebeu uma premiação de 5 mil dólares e assinou um contrato no escritório do Centro de Liderança Pública (CLP).

O que significou a premiação? “Foi um casamento perfeito”, conta a empreendedora.

“Muitos empreendedores querem contribuir com o poder público para a transformação da sociedade, mas não sabem como. Nesse sentido, o BraziLAB para mim foi como uma luva, porque me trouxe uma perspectiva de como trabalhar efetivamente com isso”

 

disse Cláudia Piras, que ressaltou que está muito animada com os planos de implementação e cheia de projetos para 2017.

Veja Também:

Programa de Aceleração Conheça os desafios do 2º Batch da Força-Tarefa Covid-19 do BrazilLAB

Conheça os desafios do 2º Batch da Força-Tarefa Covid-19 do BrazilLAB

A Força-Tarefa Covid-19 é uma iniciativa organizada pelo BrazilLAB com o apoio de parceiros e tem como objetivo aperfeiçoar e conectar tecnologias que solucionem desafios do poder público

Programa de Aceleração Força-Tarefa Covid-19: conheça as startups e PMEs do 1º Batch selecionadas para o DemoDay

Força-Tarefa Covid-19: conheça as startups e PMEs do 1º Batch selecionadas para o DemoDay

Árvore, Lys Aprendizagem Simplificada e Shopping do Cidadão foram selecionadas para o DemoDay da Força-Tarefa Covid-19, a grande final do Programa de Aceleração

Inovação no Setor Público BrazilLAB e Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF lançam relatório sobre o  ecossistema de Startups Govtech no Brasil

BrazilLAB e Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF lançam relatório sobre o ecossistema de Startups Govtech no Brasil

Levantamento mostra o potencial de crescimento dessas startups no país e como elas estão colaborando para melhorar os serviços públicos. Falta de fundos de investimento para início dos negócios ainda é o maior gargalo do setor, junto com desafios regulatórios