Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
Cidades Inteligentes Smart Cities eficiência na gestão pública habilidades na sociedade 5.0 Sociedade 5.0 GovTech B2G Programa de Aceleração Startups Inovação em governo

Cidades inteligentes, eficiência na gestão pública e habilidades na sociedade 5.0: conheça os desafios do Programa de Aceleração do BrazilLAB

25/09/2019

No quarto ciclo de aceleração, startups deverão desenvolver soluções para challenges de cidades inteligentes, eficiência na gestão pública e habilidades na sociedade 5.0

Os desafios da 4ª edição do Programa de Aceleração do BrazilLAB já estão definidos. Neste novo ciclo, empreendedores devem apresentar soluções para três áreas diferentes: Smart Cities/Urban Techs, Eficiência na gestão pública  e Habilidades para a Sociedade 5.0. Os projetos selecionados serão submetidos a três meses de programa envolvendo mentoria e capacitação. Startups interessadas em participar do programa devem realizar inscrição pelo site http://inscricao.brazillab.org.br até o dia 18 de novembro, e o processo seletivo se encerra em dezembro.


Inscreva-se aqui


Conheça mais sobre os temas propostos para os desafios:


Smart Cities e Urban Techs

As Smart Cities, ou Cidades Inteligentes, levam esse nome por utilizarem recursos de forma estratégica e otimizada. Essa inteligência, gerada a partir da interação entre pessoas, sistemas e serviços, é capaz de promover melhoria na qualidade de vida da população e avançar o desenvolvimento econômico e social.

Um grande exemplo de Smart City é Barcelona, que, por meio de projetos em Internet das Coisas (IoT), conseguiu criar 47 mil empregos, além de economizar 42 milhões de euros em apenas um ano. No Brasil, já vemos alguns exemplos, como Curitiba, considerada a cidade mais inteligente e conectada em 2018. No entanto, é necessário expandir esse modelo de cidade, que irá movimentar cerca de 408 bilhões de dólares em investimento até 2020.

Por isso, o BrazilLAB acredita na importância de tecnologias que contribuam para uma cidade mais conectada, inclusiva, eficiente, produtiva e centrada no cidadão. E convoca startups que respondam às seguintes perguntas:

  • Quais tecnologias podem apoiar o governo no uso estratégico de recursos, gerando economia e desenvolvimento?
  • Como o governo pode gerar mais qualidade de vida nas cidades a partir de soluções inteligentes e tecnológicas?

 


Inscreva-se aqui

 

Eficiência na gestão pública

A eficiência no setor público se observa pela capacidade do governo de entregar serviços de qualidade para a população e investir em áreas estratégicas para a sociedade. Essa capacidade, no entanto, pode ser prejudicada por diversos fatores, como burocracia, baixa capacitação, corrupção e falta de transparência e de embasamento técnico para tomada de decisão.

Para garantir a eficiência da máquina pública e, portanto, melhores serviços para os cidadãos, o governo tem na tecnologia uma grande aliada. Um exemplo é o caso da startup Fábrica de Negócio que, a partir da solução de auditoria em folha de pagamento baseada em mineração de dados, obteve, para a Prefeitura de Recife, uma economia de 10 milhões de reais.

Soluções como essa são capazes de gerar grande impacto nas contas e na qualidade das entregas de serviços pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Dessa forma, o BrazilLAB busca startups que possam ajudar os três poderes a serem mais eficientes, respondendo às seguintes  perguntas:

  • Como gerar serviços mais eficientes a partir da automatização e digitalização de processos nos poderes executivo, legislativo ou judiciário?
  • Como startups podem apoiar o governo na diminuição de problemas como burocracia, gestão de pessoas e transparência?

 


Inscreva-se aqui

 

Habilidades na Sociedade 5.0

A chamada revolução 5.0 vem impactando a forma como as pessoas interagem, vivem e aprendem. Novas tecnologias chegam a todo momento e observamos sociedades cada vez mais conectadas e tecnológicas. O desafio, portanto, é garantir que as novas gerações e os profissionais de hoje não sejam prejudicados e se adaptem a esse novo contexto.

Segundo estudos, cerca de 65% das crianças que hoje estão no ensino primário terão empregos que hoje nem sequer existem. Em contrapartida, hoje, 29% dos cidadãos são analfabetos funcionais, não possuindo habilidades para se engajar digitalmente. Além disso, estima-se que, em 2019, haverá 161 mil vagas abertas e não preenchidas para profissionais de TI.

Pensando nesse contexto, é indispensável que sejam desenvolvidas competências que ajudem crianças e adultos a entender, utilizar e criar tecnologias de forma crítica e inclusiva. Com esse objetivo, o BrazilLAB lança o seguinte desafio para startups:

  • Como a tecnologia pode apoiar na promoção de novos empregos na era digital e diminuir o gap de desenvolvedores existente no país?
  • Como promover competências em crianças e adolescentes para apoiá-las e educá-las na Sociedade 5.0?
     

E aí, sua empresa se encaixa em algum desses desafios? Então inscreva-se para o Programa de Aceleração do BrazilLAB!

Veja Também:

Inovação no Setor Público Lista IE GovTech 2020: Startups aceleradas pelo BrazilLAB ganham destaque em seleção

Lista IE GovTech 2020: Startups aceleradas pelo BrazilLAB ganham destaque em seleção

O documento da escola de negócios espanhola tornou-se referência global de soluções eficazes de inovação no setor público; Aceleradas do BrazilLAB marcam presença

Inovação no Setor Público Govtechs, para além dos governos - artigo de Lucas Prado, Co-founder da Meritocracity

Govtechs, para além dos governos - artigo de Lucas Prado, Co-founder da Meritocracity

Como as GovTechs podem aprimorar seus modelos de negócios para garantir maior sustentabilidade, independência e escalabilidade, buscando novos clientes e estratégias de monetização híbridas.

Inovação no Setor Público Portal de informações, site de empregos e banda larga de baixa renda: veja destaques dos Cases de Inovação

Portal de informações, site de empregos e banda larga de baixa renda: veja destaques dos Cases de Inovação

Portal de informações do governo mexicano, site canadense de busca de empregos e banda larga de baixa renda nos EUA ficaram em evidência nos cases de inovação GovTech do BrazilLAB