Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
BrazilLAB GovTech Heidi Berner

Como a tecnologia revolucionou o desenvolvimento social do Chile

18/07/2018

A chilena Heidi Berner, palestrante do evento GovTech, vem ao Brasil contar sobre a experiência de introduzir tecnologia para a seleção e gestão de programas sociais.

Um dos grandes desafios de qualquer programa social é como compilar e atualizar dados específicos da população. Há uma disparidade entre a realidade e o que consta nos registros, muitas vezes analógicos, de cidades e estados. Isso sem mencionar questões como fraude, seleção tendenciosa e corrupção. Esses elementos prejudiciais em qualquer programa social infelizmente não são novidade aqui no Brasil. Mas há caminhos para elevar a performance e a igualdade do sistema. E há um ótimo exemplo aqui na América Latina.

O Chile implementou no início de 2018 um sistema integrado de dados sociais. Diferentes bancos de dados foram reunidos e organizados para que, a partir de critérios igualitários, a tecnologia pudesse identificar quem mais precisa de auxílio. O BrazilLAB é um hub que nasceu para estimular iniciativas como essa do governo Chileno. Medidas que introduzem tecnologia na gestão e a tornam mais humana. No evento GovTech, promovido pelo BrazilLAB e pelo ITS Rio, Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio, teremos a oportunidade de ouvir sobre esse caso de sucesso diretamente de uma integrante da equipe responsável. Heidi Berner, ex-vice-ministra de Avaliação Social do Ministério do Desenvolvimento  Social do Chile, é uma das mais de 30 figuras públicas no quadro de palestrantes do evento.

O sistema RSH

Antes do sistema, fichas reuniam informações sobre famílias inscritas em programas sociais do governo. O processo era lento, com estágios obscuros para seleção de beneficiários que davam margem a críticas sobre igualdade de direitos e mérito dos escolhidos. O novo registro unifica dados administrativos de diversos órgãos, inclusive das antigas fichas, compilando informações sobre saúde, moradia, educação e o perfil de cada domicílio.

O sistema, intitulado RSH (Registro Social de Domicílios, em espanhol), permitiu um nível elevado de conhecimento, agilidade e transparência na gestão de beneficiários. E um ponto interessante do projeto é que toda a operação está sob a tutela exclusiva do Ministério do Desenvolvimento Social Chileno. Ou seja, o foco é a identificação das demandas individuais, para que o estado possa ajustar as políticas públicas da melhor forma, promovendo uma verdadeira transformação social e melhoria na qualidade de vida dos cidadãos.

Capilaridade do sistema

São os municípios chilenos que executam as políticas sociais federais. Para manter a sinergia dos trabalhos, uma plataformas online de capacitação e apoio aos gestores municipais é oferecida. E para as famílias incluírem seus dados, são disponibilizados quiosques em mais de 200 cidades. É no contato com os municípios que os cidadãos são informados sobre a elegibilidade a outros benefícios, uns com inclusão automática, outros com oferta limitada que exigem uma pré-seleção. Esse trabalho em conjunto, foi possível conhecer a real situação de mais de 70% da população chilena, permitindo identificar que famílias necessitam de apoio e que programas de assistência se encaixam em cada caso.

GovTech

Esta iniciativa chilena e outros cases de sucesso serão debatidos em um evento dias 6 e 7 de agosto. O 1º GovTech será realizado em São Paulo, com transmissão online em tempo real. A iniciativa é do BrazilLAB e do ITS Rio, patrocinado pela Fundação BRAVA, Banco Itaú, Magazine Luiza, Instituto Humanize e Gol.

Para maiores informações, não deixe de visitar o site do evento.

www.govtechbrasil.org.br

 

Informações para a imprensa

Loures Consultoria - [email protected] - (11) 2391-5005

Bruno Sisdelli – [email protected] – (11) 95474-7780

Isadora Mota – [email protected] – (11) 99624-8253

Veja Também:

Inovação no Setor Público Artigo de Letícia Piccolotto no JOTA: Govtechs e as previsões do setor para 2021

Artigo de Letícia Piccolotto no JOTA: Govtechs e as previsões do setor para 2021

Relatório mostra que há 80 startups no Brasil que são consideradas GovTechs relevantes; confira o artigo da CEO do BrazillAB

Inovação no Setor Público Observatório de Inovação no Setor Público (OPSI) da OCDE publica estudo de caso do BrazilLAB

Observatório de Inovação no Setor Público (OPSI) da OCDE publica estudo de caso do BrazilLAB

O estudo de caso do OPSI relata a trajetória e destaca as principais iniciativas do BrazilLAB

Programa de Aceleração Conheça as 58 Startups e PMEs aceleradas pelo BrazilLAB no ano de 2020

Conheça as 58 Startups e PMEs aceleradas pelo BrazilLAB no ano de 2020

Em 2020, o BrazilLAB concluiu 3 ciclos de Aceleração, 2 DemoDays e acelerou 58 Startups e Pequenas e Médias Empresas (PMEs)