Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
BrazilLAB

Em 2017, BrazilLAB aumentará o investimento aos vencedores e apoiará o desenvolvimento das soluções junto aos municípios

09/05/2017

Na edição deste ano o investimento nas três startups vencedoras será de pelo menos R$ 50.000,00 e os projetos selecionados também receberão apoio para conexão com municípios

O BrazilLAB tem uma importante novidade para empreendedores de todo o país: na edição deste ano, no programa de aceleração, o valor do investimento aumentou significativamente.

Enquanto, no ano passado, o aporte foi de U$ 5.000,00 para o projeto vencedor, em 2017 o investimento será de pelo menos R$ 50.000,00 em cada uma das 3 startups vencedoras desta edição, valor que pode, a critério da equipe BrazilLAB, ser convertido em equity da start-up e o primeiro lugar receberá, além do investimento, um curso de duas semanas no Vale do Silício na Draper University viabiliazado pela LAIOB. O BrazilLAB também dará todo apoio na aproximação dos empreendedores com a poder público para a implantação dos projetos nas prefeituras.

 O investimento será viabilizado pelo GovTech Brazil, um sindicato liderado pelo BrazilLAB e operado via plataforma Broota (ww.broota.com.br).

 O investimento deve ser utilizado obrigatoriamente para o desenvolvimento das soluções vencedoras após a realização do DemoDAY da edição 2017.

O incentivo aos projetos vencedores não se restringirá apenas ao aspecto financeiro: os empreendedores escolhidos receberão amplo suporte para a conexão de suas soluções com todos os municípios que se interessarem por ela. Além disso, o BrazilLAB vai proporcionar networking com gestores públicos, desenvolvedores e outros potenciais investidores para que a solução seja amplamente viabilizada.

Estas não são as únicas novidades do BrazilLAB para este ano: o local também mudou. Após terem como sede o Red Bull Station em 2016, as atividades de 2017 ocorrerão no Campus São Paulo. O espaço, criado pelo Google para conectar empreendedores e promover a troca de experiências, mostrou-se ideal para receber o programa de aceleração.

Todas essas novidades reforçam o compromisso do BrazilLAB: o de ser um hub para o estímulo de uma cultura mais aberta para a inovação dentro do setor público. E isto é realizado por meio de incentivos a empreendedores que estão engajados em buscar soluções para os desafios mais complexos da sociedade atual.

Veja Também:

Inovação no Setor Público Observatório de Inovação no Setor Público (OPSI) da OCDE publica estudo de caso do BrazilLAB

Observatório de Inovação no Setor Público (OPSI) da OCDE publica estudo de caso do BrazilLAB

O estudo de caso do OPSI relata a trajetória e destaca as principais iniciativas do BrazilLAB

Programa de Aceleração Conheça as 58 Startups e PMEs aceleradas pelo BrazilLAB no ano de 2020

Conheça as 58 Startups e PMEs aceleradas pelo BrazilLAB no ano de 2020

Em 2020, o BrazilLAB concluiu 3 ciclos de Aceleração, 2 DemoDays e acelerou 58 Startups e Pequenas e Médias Empresas (PMEs)

Inovação no Setor Público Artigo de Letícia Piccolotto no JOTA: como políticas públicas podem estimular a formação de profissionais digitais

Artigo de Letícia Piccolotto no JOTA: como políticas públicas podem estimular a formação de profissionais digitais

Boas experiências indicam necessária união entre diferentes atores da sociedade em prol do trabalho colaborativo; confira o artigo da CEO do BrazillAB