Governo federal e Correios assinam acordo para impulsionar startups - BrazilLAB
PT EN
Logo BrazilLAB
Correios MCTIC inovação tecnologia comunicação investimento

Governo federal e Correios assinam acordo para impulsionar startups

02/08/2017

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações vai ajudar a selecionar empresas que vão receber investimento dos Correios

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Correios Participações S/A (CorreiosPar) firmaram um acordo de cooperação técnica para a promoção de ações do Programa Nacional de Aceleração de Startups, o Start-Up Brasil. A assinatura ocorreu nessa terça-feira, 1º de agosto.

Pelo acordo, válido por um ano, a CorreiosPar vai investir em startups que desenvolveram produtos e serviços alinhados aos negócios dos Correios e que podem fazer parte de sua cadeia produtiva, como vendas online e rastreamento de veículos e mercadorias. O ministério vai ajudar a selecionar essas empresas.

Para o vice-presidente de Administração, Finanças e Controladoria dos Correios, Francisco Esquef, os Correios precisam se adaptar à nova realidade tecnológica para se manter atual e competitivo. "O programa Start-Up Brasil será um grande parceiro nesse processo, onde buscaremos oferecer cada vez mais produtos e serviços inovadores, alinhados ao novo Correios”, disse.

A expectativa é que o acordo ajude a impulsionar o programa. A CorreiosPar vai oferecer um canal de comercialização de produtos e serviços desenvolvidos pelas empresas de tecnologia. Outra ação prevista é a participação de representantes da CorreiosPar na banca de avaliação de projetos selecionados para o programa.

 

Via: Simi

Veja Também:

Inovação no Setor Público O Brasil precisa construir um governo 100% digital

O Brasil precisa construir um governo 100% digital

Próximos governantes precisam deixar de ser espectadores e se tornem protagonistas dessa pauta

Empreendedorismo Feminino Uso de tecnologia no próximo governo pode reduzir em quase 100% custos de serviços públicos

Uso de tecnologia no próximo governo pode reduzir em quase 100% custos de serviços públicos

Adoção de uma agenda digital para o setor público poderia também elevar o PIB em 5,7%

Inovação no Setor Público Aprendizado e experimentação em inovação: o caso das encomendas tecnológicas

Aprendizado e experimentação em inovação: o caso das encomendas tecnológicas

Será que a inovação de fato está no centro da agenda de governo de quem almeja comandar o país?