Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
Liderança Equilíbrio RH Felipe Camacho Desenvolvimento Pessoal Inteligência Emocional Setor Público

Inteligência Emocional para startups X Lidar com o setor público brasileiro

26/07/2019

Comandar uma empresa e lidar com o setor público pode ser muito desgastante. Aqui, compartilharei orientações para que você mantenha o controle emocional neste processo.

Este é o primeiro texto de uma série que abordará desenvolvimento pessoal, liderança e gestão de pessoas a partir da Inteligência Emocional. Neste espaço, pretendo compartilhar experiências, casos de sucesso e aprendizados que venho recolhendo ao longo de minha carreira com o objetivo de ajudar você, empreendedor ou empreendedora, a cuidar do maior ativo de sua empresa: as pessoas, incluindo você mesmo. 

Com a diferença de que, em meus textos, procurarei considerar as particularidades de se trabalhar com o setor público brasileiro, uma vez que há diferenças importantes em relação ao setor privado.

 

Plug and Play X Setor público brasileiro

Quantas vezes entramos em alguma situação nova utilizando, como paradigma, a nossa última experiência quase que de forma literal? Pois é. Fomos praticamente programados para isso. Na verdade, diante de novas experiências, a mente sempre vai utilizar aquilo que parece como mais próximo.

Porém, na sociedade atual, as coisas estão mudando cada vez mais. A forma de trabalharmos, por exemplo: basta que vejamos as startups. Quando você cria sua startup ou trabalha em uma, seu propósito está na conexão. É um lugar especial, tem algo a mais! 

Se seguirmos este raciocínio, cada startup ou empresa ocupa um lugar único. Por isso, a ideia de Plug and Play não se aplica na gestão. Retomando o conceito: trata-se de uma expressão usada em RH para designar colaboradores que, ao chegarem em uma organização, repetem os mesmos procedimentos que realizavam nas anteriores. Ou seja, não levam em consideração as diferenças da nova empresa em que estão.  

Ora, uma vez que deva existir uma conexão maior do que apenas a contratação de um Financeiro ou um Programador, ou qualquer outra posição, em startups -- e em qualquer empresa -- é preciso quebrar esse paradigma. Como empreendedor, você deve olhar primeiro o quanto a pessoa está conectada aos seus propósitos, e somente depois o quão técnica ela é.

Sendo assim, quebramos o modelo mental do Plug and Play para adaptar nossas expectativas frente a qualquer coisa ou situação. Isso certamente será desafiador. Até porque o principal será não mais aplicar por aplicar, no sentido literal, e sim avaliar o macro, todo o contexto.

Isso vale ainda mais para empreendedores que trabalham com o setor público. É preciso deixar de lado as expectativas e as referências do setor privado. Caso isso não ocorra, certamente haverá situações não esperadas ou indesejadas. 

Uma dica é, ao procurar se conectar ao setor público, procurar alguém que já tenha a referência nesse campo e conhecer suas vivências. Até para que você, como líder, possa reorientar sua startup em relação às novas expectativas.

Seu diferencial de resultado estará no seu poder de Playground, e não de Background. E, com isso, deixo uma dica do nosso próximo texto.

 

Você também pode trabalhar com o setor público!

Conheça o Selo GovTech do BrazilLAB, que certifica startups como capacitadas e aptas a trabalharem e venderem para diferentes órgãos do governo. Ao ser aprovada no processo e obter o Selo GovTech, a startup passará a fazer parte de uma rede de empreendedores que possuem soluções tecnológicas para diversos desafios dos governos! Clique aqui e saiba mais!

Veja Também:

Inovação no Setor Público Govtechs, para além dos governos - artigo de Lucas Prado, Co-founder da Meritocracity

Govtechs, para além dos governos - artigo de Lucas Prado, Co-founder da Meritocracity

Como as GovTechs podem aprimorar seus modelos de negócios para garantir maior sustentabilidade, independência e escalabilidade, buscando novos clientes e estratégias de monetização híbridas.

Programa de Aceleração Foi dada a largada: confira destaques do 1º módulo presencial da quarta turma da Aceleração do BrazilLAB

Foi dada a largada: confira destaques do 1º módulo presencial da quarta turma da Aceleração do BrazilLAB

Representantes das 26 startups selecionadas reuniram-se em São Paulo para trocar experiências e para uma imersão em UX

Inovação no Setor Público Inovação GovTech: conheça os cases de destaques de Barcelona, Zâmbia e Cingapura

Inovação GovTech: conheça os cases de destaques de Barcelona, Zâmbia e Cingapura

Todos os meses selecionaremos os exemplos mais inspiradores da recém-criada biblioteca de cases do BrazilLAB