Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
Missão Impacto Social Vale do Silício ONG Terceiro Setor GovTech

Missão Impacto Social: líderes de ONGs brasileiras vão buscar inspiração no Vale do Silício

10/03/2021

O projeto “Missão Impacto Social” promoverá encontros virtuais entre o terceiro setor do Brasil e companhias como Netflix e Google

Aliança para Lideranças de Impacto no Setor Público e no Terceiro Setor, coalizão formada pela Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanizee República.org, quer aproximar 30 lideranças de ONGs brasileiras a representantes de empresas do Vale do Silício. Para isso, criou o projeto Missão Impacto Social, que ocorrerá entre março e maio deste ano, e também conta com apoio técnico da BayBrazil.

BrazilLABConexsusFundação EstudarSou da PazVetor Brasil e CIEB são seis das 30 ONGs brasileiras que participarão do Missão Impacto Social, conforme informações cedidas com exclusividade à Forbes pela organização do projeto. As áreas de atuação das instituições são diversas, tais como meio ambiente e sustentabilidade, tecnologia e inovação, educação, administração pública, segurança pública e justiça social, saúde pública e proteção social.

Nos três meses do projeto, as lideranças do terceiro setor brasileiro participarão de seis encontros virtuais. Cada uma das reuniões abordará um tema diferente, passando pelos seguintes tópicos: desenvolvimento de equipes e lideranças; pensamento sistêmico; captação de recursos e novas formas de financiamento; desenho organizacional e planejamento estratégico; gestão e avaliação de impacto; e gestão de redes e parceiros.

gerente de projetos da Fundação Brava e coordenadora da Missão Impacto Social, Bruna Mattos, diz que os temas escolhidos refletem os principais desafios do terceiro setor brasileiro. “Acreditamos que desse encontro entre Brasil e Vale do Silício possam surgir aprendizados, trocas de experiências e conexões que contribuam para a atuação das instituições e para um momento de novas demandas para o terceiro setor.”

O novo momento, de acordo com a presidente executiva da Fundação Brava e Fundadora e CEO do BrazilLAB, Letícia Piccolotto, aparece depois de um ano desafiador. “Além dos efeitos da pandemia de coronavírus, o Brasil testemunhou incêndios florestais sem precedentes, dificuldades na oferta de educação e a pobreza extrema aumentou”, afirma. “A incorporação de novas tecnologias, inovações e modos de fazer nunca foi tão necessária [para o terceiro setor].”

Durante a iniciativa, as 30 lideranças de ONGs brasileiras entrarão em contato com executivos de empresas renomadas do Vale do Silício, como Netflix e Google. Também estão previstos encontros com representantes de instituições do terceiro setor norte-americano, como a Betty Moore Foundation e o Fundo de Investimentos Sociais NeSst.

Confira a matéria na íntegra no site da Forbes Brasil.

Veja Também:

Inovação no Setor Público ReciTech: ABES, ReUrbi e Observatório do 3º Setor lançam mobilização para redução da desigualdade

ReciTech: ABES, ReUrbi e Observatório do 3º Setor lançam mobilização para redução da desigualdade

Mobilização busca sensibilizar empresas a reciclarem seus equipamentos, e os recursos obtidos serão investidos em projetos de inclusão sociodigitais, alinhado as melhores práticas de ESG

Inovação no Setor Público 100 Startups to Watch 2021: aceleradas pelo BrazilLAB entram em lista de empresas para ficar de olho

100 Startups to Watch 2021: aceleradas pelo BrazilLAB entram em lista de empresas para ficar de olho

Conheça os negócios inovadores e altamente escaláveis que se destacam em 2021

Inovação no Setor Público PEGN: Conheça 6 startups que querem acabar com a fome, o racismo e a desigualdade social no país

PEGN: Conheça 6 startups que querem acabar com a fome, o racismo e a desigualdade social no país

Matéria especial da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios lista empresas que mostram que é possível lucrar e ainda impactar de forma positiva a sociedade