Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
Programa Aceleração Field Day São Caetano do Sul Jundiaí São Paulo BrazilLAB GovTech Inovação no Setor Público São José dos Campos

Aceleração: no último módulo presencial, empreendedores visitaram prefeituras e conversaram com gestores públicos

16/03/2020

Startups ouviram demandas reais e apresentaram soluções em quatro municípios paulistas

Entre as atividades do  e último módulo presencial da Aceleração do BrazilLAB, esteve o Field Day - uma visita técnica que as startups fizeram a órgãos governamentais. Os empreendedores se dividiram em quatro grupos, e cada grupo passou o dia em um município diferente: São Caetano do Sul, Jundiaí, São José dos Campos e São Paulo. Foi a oportunidade de apresentar soluções, conhecer de perto os desafios, conhecer novas demandas que podem ser enfrentadas com uso de tecnologia e estreitar laços com gestores públicos.

Na capital paulista, empreendedores reuniram-se com Gustavo Fernandes, Assessor Econômico do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e professor da FGV. Ele explicou o funcionamento do órgão em detalhes, dando informações sobre licitações e execução de contratos. Também falou da AUDESP, plataforma de digitalização do TCE para reunir todos os dados contábeis e produzi-los antes de os agentes irem a campo, o que facilita imensamente esse trabalho. 

 

“Respostas reais para problemas reais”

A seguir, Gustavo conversou com cada um dos empreendedores presentes, conhecendo suas soluções e orientando-os a respeito das implementações. E elogiou o que ouviu: "Parabéns a todos pelas soluções. São respostas reais para problemas reais". Para Raffael Escarpini, da Fonte de Preços, foi uma experiência única: “Ouvir feedback direto sobre o impacto que a sua solução tem dentro da instituição pública é uma oportunidade ímpar, principalmente se tratando de gestores que buscam inovação tecnológica como meio para benefícios para a população”. 

Após a conversa com Gustavo, os empreendedores visitaram o Juizado Especial Federal de São Paulo, onde trocaram ideias com o presidente Anderson Fernandes Vieira e uma equipe de servidores. E passaram também pelo Laboratório de Inovação da Justiça Federal.

 

“Sem fôlego”

Já em São José dos Campos, os empreendedores visitaram a Secretaria Municipal de Educação. Lá reuniram-se com Cláudia Khouri, Secretária Municipal Adjunta. A empreendedora Laura Ribeiro, da Eu Ensino, avaliou a experiência como enriquecedora. “A Secretária nos contou os problemas reais da cidade, e pudemos ver o quanto as nossas soluções fazem sentido, e como podemos contribuir para solucionar essas dores”, contou ela. “Ficamos até sem fôlego”, afirmou Alan Almeida, do Instituto Parças. “Ouvimos muito, aprendemos muito, e saímos daqui transformados pela experiência.”

Em Jundiaí, a Prefeitura recebeu sete startups. Pela manhã, os empreendedores conversaram com gestores e técnicos de diversas áreas da administração, como mobilidade e gestão de pessoas. Gabriel Savio, da Sipremo, trocou ideias com o cel. Gimenez, coordenador da Defesa Civil de Jundiaí. “Minha intenção foi fazer a diferença na vida das pessoas e comunidades”, explicou Gabriel. “Essa conversa poderá trazer informações importantes para o desenvolvimento da empresa”.

Depois, cada empreendedor foi visitar a unidade de seu interesse, como a própria Defesa Civil e a DAE. Para o gestor adjunto de Governo e Finanças, Roberto Araújo, que recebeu e organizou as equipes, esta é uma oportunidade valiosa. “Ter a parceria do BrazilLAB representa, para Jundiaí, a certeza de que já está acontecendo o nosso propósito de nos tornarmos referência em tecnologia e inovação.”

Já em São Caetano do Sul, os empreendedores visitaram a Subsecretaria de Tecnologia e Inovação, onde conversaram o subsecretário Luiz Gustavo Morcelli. A reunião contou também com colaboradores de diferentes setores municipais, incluindo o secretário Fernando Trincado, de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo, Tecnologia e Inovação. Lá estiveram quatro startups. “São empreendedores que fazem parte do nosso programa de aceleração. Nossa proposta é fazer as conexões com os governos, para criar insights e ampliar network”, afirma o head de comunicação do BrazilLAB, Leandro Ferreira.

O Secretário Fernando Trincado resumiu o encontro: “confesso que tenho uma expectativa alta e hoje ela foi superada. São Caetano tem demandas importantes, e o hoje vimos exemplos de soluções que podem nos atender plenamente, no sentido de organizarmos melhor a cidade e de estarmos mais conectados com os moradores”.

 

Próximos passos

Encerrada a fase de módulos presenciais, serão escolhidas as dez startups que participarão da Banca Pitch, em abril. Dessas, seis serão selecionadas para a grande final, que é o DemoDay. Fique ligado no blog do BrazilLAB para mais informações!

Veja Também:

Inovação no Setor Público Observatório de Inovação no Setor Público (OPSI) da OCDE publica estudo de caso do BrazilLAB

Observatório de Inovação no Setor Público (OPSI) da OCDE publica estudo de caso do BrazilLAB

O estudo de caso do OPSI relata a trajetória e destaca as principais iniciativas do BrazilLAB

Programa de Aceleração Conheça as 58 Startups e PMEs aceleradas pelo BrazilLAB no ano de 2020

Conheça as 58 Startups e PMEs aceleradas pelo BrazilLAB no ano de 2020

Em 2020, o BrazilLAB concluiu 3 ciclos de Aceleração, 2 DemoDays e acelerou 58 Startups e Pequenas e Médias Empresas (PMEs)

Inovação no Setor Público Artigo de Letícia Piccolotto no JOTA: como políticas públicas podem estimular a formação de profissionais digitais

Artigo de Letícia Piccolotto no JOTA: como políticas públicas podem estimular a formação de profissionais digitais

Boas experiências indicam necessária união entre diferentes atores da sociedade em prol do trabalho colaborativo; confira o artigo da CEO do BrazillAB