PT EN
Logo BrazilLAB
Programa de Aceleração BrazilLAB GovTech Startups Inovação no Governo

Aceleração: startups visitam prefeituras e dão um importante passo para inovar na gestão pública

18/02/2019

Depois de “um banho de loja jurídico” sobre o setor público, empreendedores foram conhecer de perto os bastidores da administração municipal de cinco cidades

Programa de Aceleração Empreendedores da vertical saúde visitaram a prefeitura de Santos-SP

[Empreendedores da vertical saúde visitaram a prefeitura de Santos-SP]

O segundo módulo do programa de aceleração do BrazilLAB incluiu uma atividade especial: as visitas de empreendedores e empreendedoras a prefeituras de municípios do Estado de São Paulo. Divididos em grupos formados de acordo com suas áreas de atuação, líderes das startups selecionadas passaram uma tarde conversando com gestores públicos da capital e de outras cinco cidades: Barueri, Jundiaí, Santo André, Santos e São José dos Campos.

O objetivo era que os participantes conhecessem a dinâmica de trabalho das Prefeituras, tirassem dúvidas e entendessem mais sobre como estabelecer parcerias com a gestão. Saiba agora como foram as visitas em algumas das cidades.

 

São Paulo e os caminhos possíveis para a inovação

Na capital, reuniram-se startups cujas soluções têm como foco a segurança pública. Fernando Ferreira (Lunix), Felipe Fontes (NEARBEE), Danilo Roselli (AcessoBio), Marcos Primo (AiPlates) e Mariana Freitas (Sirius App) visitaram o espaço de inovação aberta da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia. Lá, conversaram com Luíz Kobayashi, da Coordenação de Governança e Políticas de Tecnologia da Informação e Comunicação (CGTIC), e com Fernando do Amaral Nogueira, Coordenador da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia da Cidade de São Paulo.  

Kobayashi e Nogueira apresentaram um retrato preciso do momento atual. “O investimento em inovação costumava ficar em segundo plano, mas isso vem mudando desde a criação da Secretaria da Inovação”, afirmou Kobayashi. Nogueira enfatizou a importância do espaço que comanda: “esse espaço em que estamos é o que mais representa a inovação aberta. Temos startups incubadas aqui com soluções já implantadas e realizamos mentorias, por exemplo”.

Os empreendedores compartilharam dúvidas a respeito dos processos de contratação. Tanto Nogueira quanto Kobayashi concordaram com as dificuldades impostas, mas destacaram um modelo que, de acordo com eles, pode ser um divisor de águas: o concurso. “Fizemos um concurso de inovação e contratamos cinco startups”, lembrou o Coordenador da Secretaria. “O grande desafio foi dar o passo além, sair do protótipo e transformar em solução, que é o que pretendemos fazer nos próximos concursos”.

 

“Aproximação fundamental”

Ao final da tarde, empreendedores e representantes da gestão pública concordaram que a experiência foi positiva. “Entendo que essa aproximação é fundamental para trazer tecnologias disruptivas para a administração pública e para que a Prefeitura consiga inseri-las em seu parque tecnológico, de modo a beneficiar os cidadãos”, afirmou Luiz Kobayashi

Fernando Ferreira, da Lunix, aprovou a visita. “A experiência de hoje foi agregadora demais no sentido de mostrar que algo está sendo feito pela inovação dentro da administração pública. E constatar isso me ajuda, me dá mais forças para empreender”. Ele destacou as startups incubadas no espaço da Prefeitura, o que considera uma iniciativa capaz de quebrar paradigmas.

Para Fernando do Amaral Nogueira, a gestão municipal não pode abrir mão do potencial criativo das startups. “Acho muito importante essa iniciativa de trazer os empreendedores para que a gente os conheça. Nós sabemos que a Prefeitura, às vezes, tem dificuldade para receber e para mobilizar toda essa criatividade gerada pelas startups, mas iniciativas como essa ajudam a criar o diálogo. Fazem toda a diferença.”

 

Entendendo a dinâmica e conhecendo as demandas

Já Felipe Fontes, da NEARBEE, destacou o fato de poder conhecer melhor os bastidores: “a visita foi excelente, porque deu pra entender mais da dinâmica de interação da gestão municipal com startups”. Quando questionado sobre as perspectivas de vender inovação para a gestão pública, ele afirmou estar otimista e sereno. “Nós nascemos com o objetivo de causar impacto social. Então, manter o esforço com o governo é fundamental. O programa do BrazilLAB abriu várias oportunidades estratégicas para a gente, e tem nos ajudado a preparar as soluções de acordo com uma dinâmica legislativa que está em constante mudança.”

Marcos Primo, da AiPlates Technologies, viu a visita como uma forma de conhecer melhor as demandas da gestão municipal. “É uma experiência única essa aproximação com o setor público, para a gente entender de fato as necessidades e trazer as soluções mais adequadas”, afirmou o empreendedor.

 

Sinergia na baixada santista

Na Prefeitura de Santos, reuniram-se as startups cujas soluções focam a saúde pública. Lá estiveram Luiz Othero (EuSaúde), Daniel Andrade (Avicena), Lúcia Awad (Mosquito Zero), Psicologia Viva, Rodolfo Aragão (UpSaúde) e Erico Vasconcelos (UniverSaúde). Eles conversaram com Felipe Nogueira - chefe do departamento de ciência, tecnologia e inovação, com Valter Makoto Nakagawa, Secretário adjunto de Saúde,  e com Fábio Ferraz, Secretário de Saúde da cidade.

Luiz Othero ressaltou o “choque de realidade” proporcionado pela visita. “Essa ponte do BrazilLAB é fundamental para que tenhamos acesso aos problemas reais das Prefeituras. Assim, evitamos construir soluções que não se encaixem nessa realidade.” Já o Secretário de Saúde ficou surpreso com a qualidade das startups e destacou a sinergia entre os empreendedores e a cidade: “Santos tem essa característica de inovar, nosso Prefeito tem esse espírito. Então, soluções inovadoras soam como música para os nossos ouvidos.”

 

Santo André e Barueri abertas para startups

Já na visita à Prefeitura de Santo André, startups da área de Gestão de Pessoas conversaram com Evandro Banzato, Secretário Adjunto de Desenvolvimento e Geração de Emprego do Município. Lá estiveram Hamilton Alves (Fábrica de Negócio), Pollini Santana (Feedback House), Julio Cosmo (Juntos Campus), Edinei Santos (Psicologia Viva) e Eric Prando (YggBoard).

Banzato também destacou a sinergia entre startups e gestores públicos: “nesse momento de profunda transformação digital, nada melhor do que estarmos próximos de quem está buscando soluções para problemas cotidianos”. De acordo com ele, Santo André está aberta para as startups, inclusive procurando conjugar com outras secretarias e utilizando uma plataforma (Colab) que permite à população participar mais da administração.

Em Barueri, a gestão tem ido pelo mesmo caminho. Tanto que a cidade tem até um CIO (Chief Innovation Officer): Jonatas Randal, responsável pelo Centro de Inovação e Tecnologia. Ele destacou a estrutura existente na cidade para receber inovação: “temos uma base sólida para a implantação de projetos de tecnologia, como mais de 350 km de fibra ótica, mais de 30 pontos de wi-fi grátis na cidade”.

De acordo com Randal, o encontro com os empreendedores Osmar Bambini (Sintecsys) e Juliana Amado (Plataforma Verde), com foco em meio ambiente, foi de extrema importância. “O fato de a prefeitura de Barueri ter a possiblidade de auxiliar no desenvolvimento de uma startup e impulsioná-la a se tornar relevante no mercado é interessante para a startup. Já para nós, podemos mencionar que um dos benefícios é o emprego de soluções inovadoras que colaboram para as iniciativas de Cidades Inteligentes já em desenvolvimento no município”, afirmou o CIO.

 

A inovação como prioridade em Jundiaí

A visita à Prefeitura de Jundiaí teve como foco a inclusão social. Os empreendedores Guilherme Braga, (Egalitê), Igor Coelho (GESUAS), Guilherme Ribeiro (SmartSíndico) e Fernanda Martins (Surdo para Surdo) conversaram com José Antonio Parimoschi, gestor de Governo e Finanças da Prefeitura. Ele apresentou a situação atual do trabalho realizado pela Administração municipal nas áreas de Assistência Social, políticas para a Pessoa com Deficiência (PCD), Habitação e Saúde. Assim, os empreendedores puderam avaliar de que forma suas soluções atenderiam as demandas do município.

Para Parimoschi, foi um encontro muito produtivo. “Essa troca de experiências é importante porque as startups têm o objetivo de gerar impacto no setor público e de inovar nos serviços prestados à população, que é uma das prioridades da atual gestão”, afirmou o gestor.

As visitas às prefeituras encerraram o segundo módulo do programa de aceleração do BrazilLAB. No final de fevereiro, acontecerá o terceiro e último módulo. Em breve, você confere aqui tudo o que vai rolar!

 

São José dos Campos: vocação para inovar e educar

Localizada no Vale do Paraíba, São José dos Campos é a joia da coroa quando se fala em inovação, o setor de startups, a tecnologia de modo geral (além de ser a “casa” do BrazilLAB, que nasceu justamente nessa cidade paulista). Durante o Field Day, coube a SJC conhecer as empresas da vertical educação – recebidas pelo diretor da Secretaria de Educação, Marcio Catalani, e também pelo Secretário e o Diretor de Inovação e Desenvolvimento, Alberto Mano Marques e Luis Loreti.

O encontro não poderia ser mais proveitoso: as startups puderam explicar sobre suas formas de atuar em prol de um sistema de educação mais inovador e também ouvir das secretarias como oferecer seus serviços de um modo atraente para as crianças das escolas da rede pública de São José dos Campos.

“Foi muito positivo notar, na fala das startups, que existe uma amarração das soluções criadas com o cotidiano dos estudantes, e não apenas como um ‘algo a mais’”, comentou Marcio Catalani – mostrando que o Field Day foi, de fato, uma grande oportunidade para todos os interessados em um GovTech eficiente para o Brasil.

Veja Também:

Programa de Aceleração BrazilLAB realiza evento gratuito em São Paulo para debater inovação no setor público

BrazilLAB realiza evento gratuito em São Paulo para debater inovação no setor público

Empreendedores de startups aceleradas pelo BrazilLAB vão trocar experiências sobre trabalhar com governos. O evento também marca o lançamento da quarta edição do programa de aceleração.

Mapa Para Simplificação: guia elaborado pela Endeavor destaca iniciativa de São Paulo

Mapa Para Simplificação: guia elaborado pela Endeavor destaca iniciativa de São Paulo

Conheça o programa Empreenda Fácil, que simplificou processos de abertura e licenciamento de empresas na capital paulista.

Agenda GovTech: eventos de setembro para você ficar de olho

Agenda GovTech: eventos de setembro para você ficar de olho

Este mês traz eventos importantes na área de inovação no setor público e em geral. Para ajudar você a se orientar, selecionamos abaixo aqueles que merecem destaque: