BrazilLAB lança selo de GovTech para conectar mais startups ao setor público - BrazilLAB
PT EN
Logo BrazilLAB
Selo GovTech BrazilLAB Startups GovTech Inovação em Governo Inovação no Setor Público Certificação

BrazilLAB lança selo de GovTech para conectar mais startups ao setor público

28/03/2019

Objetivo da iniciativa é ampliar o número de startups capacitadas a vender inovação para governos

Além de ser a grande final do 3º ciclo de aceleração do BrazilLAB, o DemoDay também trouxe importantes novidades. A principal delas foi apresentada por Letícia Piccolotto: o novo Selo GovTech do BrazilLAB. A ideia é ampliar, com essa iniciativa, o portfólio de startups que participam do hub - reunindo ainda mais empresas que possam solucionar desafios da gestão pública brasileira.

O selo funcionará como uma certificação independente concedida pelo BrazilLAB. Foi criado com base em experiências e conhecimentos acumulados pela equipe ao longo de três anos de trabalho. Também contribuíram, para sua criação, os conselhos de consultores e especialistas externos.


--> Conheça o Selo GovTech <--

 

Como funciona?

Letícia Piccolotto

As startups interessadas terão acesso a uma plataforma de inscrição (disponível aqui). Após o pagamento de taxa e a aplicação por meio de formulário com perguntas sobre a atuação da empresa, haverá um procedimento de avaliação completo.

Caso sejam aprovadas para receber o Selo GovTech do BrazilLAB, essas startups passarão a fazer parte de uma rede e terão acesso a diversas conexões e benefícios. O objetivo é dar apoio ao seus relacionamentos com gestores e governos parceiros do hub, de modo a abrir novos caminhos para seus negócios. Do lado do setor público, a intenção é oferecer opções seguras e capacitadas para os governantes.

De acordo com Letícia Piccolotto, o Selo GovTech vai muito além de um ícone visual. “Trata-se de uma plataforma online em que estarão estarão os empreendimentos que podem solucionar os desafios da gestão pública. As startups poderão se inscrever e ficarão nessa plataforma como em uma vitrine, um market place”. E conclui: “queremos chegar a cem startups inscritas e aprovadas ainda neste ano”.

Veja Também:

Cidades Inteligentes Londres, Copenhague e Cingapura. O que faz dessas e mais outras sete cidades as mais inteligentes do mundo?

Londres, Copenhague e Cingapura. O que faz dessas e mais outras sete cidades as mais inteligentes do mundo?

Estudo do IESE Cities in Motion Index 2019 se utilizou de 9 categorias para ranquear os níveis de desenvolvimento de cidades ao redor do globo.

‘Cidade em Jogo’: Conheça o game educacional brasileiro finalista em competição da OCDE

‘Cidade em Jogo’: Conheça o game educacional brasileiro finalista em competição da OCDE

Iniciativa “Cidade em Jogo”, da Fundação BRAVA, é uma das seis finalistas da Chamada de Cases Inovadores de Governo Aberto da organização internacional.

Cidades Inteligentes ‘CopiCola’: conheça o programa da Prefeitura de SP que disponibiliza guias de boas práticas para inovação no setor público

‘CopiCola’: conheça o programa da Prefeitura de SP que disponibiliza guias de boas práticas para inovação no setor público

A iniciativa da prefeitura disponibiliza os guias para implementação de programas inovadores por ela realizados, a fim de que outras cidades sigam seu exemplo