Cidades inteligentes: um passo-a-passo para implantar a cultura da inovação na gestão municipal - BrazilLAB
PT EN
Logo BrazilLAB
Smart Cities Cidades Inteligentes Cultura da Inovação Gestão Municipal

Cidades inteligentes: um passo-a-passo para implantar a cultura da inovação na gestão municipal

23/05/2019

Veja iniciativas e ideias que podem ajudar a modernizar a gestão de sua cidade.

Frequentemente abordamos os desafios enfrentados por startups para vender inovação ao setor público. Do outro lado, a situação não é diferente: existem muitos obstáculos para a transformação digital dentro da gestão. É preciso uma enorme vontade política, resiliência e uma equipe totalmente engajada em fazer acontecer. Principalmente nos municípios: uma vez que prefeituras tenham tantas tarefas das quais cuidar, a implantação de uma cultura de inovação vai ficando lá atrás na lista de prioridades.  

No entanto, é possível fazer muito com algumas iniciativas pontuais, mas determinantes. E é para ajudar gestores a modernizarem suas administrações que listamos, abaixo, algumas dicas, com base em orientações do portal da Subsecretaria de Parcerias e Inovações:

 

Colaboração é o caminho

Implante tecnologias que facilitem a comunicação entre cidadão e gestor. Essa prática será benéfica para ambos: por um lado, os indivíduos podem contribuir expondo suas necessidades, sugerindo melhorias e fiscalizando serviços públicos. Por outro, o gestor pode propor soluções de forma mais rápida e efetiva.

Incentivar essa colaboração pode melhorar significativamente a vida nas cidades. E você nem precisa desenvolver uma plataforma própria: existem diversos aplicativos e programas gratuitos na internet desenvolvidos para amparar essa nova forma de governar. Dois exemplos são o Colab e o Monitorando a Cidade.

 

Chame as startups para o jogo

As empresas jovens já nasceram nesse ambiente de inovação, e muitas vezes têm soluções que caem como uma luva para os problemas de uma cidade. As gestões municipais devem aproveitar esse contexto para difundir e incentivar a cultura da inovação.

Existem programas federais, estaduais, municipais e ONGs que oferecem essas oportunidades. Um exemplo é o PitchSampa, programa desenvolvido pela Prefeitura de São Paulo juntamente com a Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia, que tem por objetivo a contratação de projetos de microempresas e empresas de pequeno porte. O objetivo é apresentar soluções inovadoras para desafios diários.

Por que não realizar um programa semelhante no seu município?

 

A resposta pode estar lá fora

Conhecer programas que deram certo em outros lugares pode ser transformador e inspirador. Por isso, frequentar congressos, seminários e palestras sobre o tema é fundamental. E se você encontrar algo que deu muito certo e funcionaria bem, não hesite: nestes casos de GovTech, “o plágio costuma ser o maior dos elogios”.

Por outro lado, estar sempre em contato com residentes na sua cidade é tão importante quanto conversar com lideranças que já vivenciam a inovação. Crie uma base de dados com possíveis parceiros (como entidades públicas e privadas); este é um bom ponto de partida para disseminar a cultura da inovação entre lideranças locais.

 

Lubrifique as engrenagens

Com o banco de dados recheado de ideias, comece colocando as mais simples em prática. Por exemplo, reconhecer e premiar as iniciativas que deram certo - neste caso, mais uma vez podemos usar o PitchSampa. No programa, o vencedor receberá até 74 mil reais para desenvolver a solução apresentada.

Com a prática, as inovações vão sendo acatadas e desenvolvidas, o que vai pavimentar o caminho para que propostas futuras - e mais arrojadas - surjam.

 

Use ferramentas que já existem

As lojas de aplicativos oferecem uma série de plataformas gratuitas que aproximam pessoas. Por que não aproveitá-las para melhorar a prestação de serviços públicos?

As mídias sociais como Facebook, WhatsApp e Twitter podem auxiliar na comunicação

governo-cidadão, na divulgação de campanhas de vacinação e iniciativas sociais, agendamento de consultas em hospitais, entre tantas outras possibilidades.

 

Conversar e planejar é essencial

As demandas de um município podem ter pontos em comum. Por isso, é fundamental que os gestores e secretários se comuniquem para verificar obras e programas em desenvolvimento nas regiões próximas. Por exemplo, a construção de um conjunto habitacional deve “conversar” com os transportes, com a criação de creches, com a segurança e com outros setores. Essa comunicação - que pode acontecer via digital - é fundamental para o sucesso do planejamento municipal.

 

Tecnologia para o controle financeiro

O Governo do Estado de São Paulo disponibiliza um site para tornar mais transparente a gestão de compras: é a BEC (Bolsa Eletrônica de Compras). Mas este é apenas um exemplo. Existem outros sites gratuitos que oferecem orientação, estudos e manuais para auxiliar nas compras e na administração do dinheiro público. Aqui mesmo, no BrazilLAB, temos empresas especializadas nisso, como a Fábrica de Negócio e a 4Mti.

 

Marca e reconhecimento

Por fim, você pode criar uma identidade visual e uma marca para o município, algo que ajude a apresentá-lo como aberto à inovação. Afinal, isso o tornará mais atrativo para empresas, e é uma forma de tornar seus esforços mais evidentes.

 

Conheça o Selo GovTech do BrazilLAB

BrazilLAB vem buscando formas de facilitar a contratação de tecnologia pelo setor público, sendo sua última iniciativa a criação do SeloGovTech, que certifica startups como capacitadas e aptas a trabalharem e venderem para diferentes órgãos do governo. Ao ser aprovada no processo e obter o Selo GovTech, a startup passará a fazer parte de uma rede de empreendedores que possuem soluções tecnológicas para diversos desafios dos governos! Clique aqui e saiba mais.

Veja Também:

Cidades Inteligentes Londres, Copenhague e Cingapura. O que faz dessas e mais outras sete cidades as mais inteligentes do mundo?

Londres, Copenhague e Cingapura. O que faz dessas e mais outras sete cidades as mais inteligentes do mundo?

Estudo do IESE Cities in Motion Index 2019 se utilizou de 9 categorias para ranquear os níveis de desenvolvimento de cidades ao redor do globo.

‘Cidade em Jogo’: Conheça o game educacional brasileiro finalista em competição da OCDE

‘Cidade em Jogo’: Conheça o game educacional brasileiro finalista em competição da OCDE

Iniciativa “Cidade em Jogo”, da Fundação BRAVA, é uma das seis finalistas da Chamada de Cases Inovadores de Governo Aberto da organização internacional.

Cidades Inteligentes ‘CopiCola’: conheça o programa da Prefeitura de SP que disponibiliza guias de boas práticas para inovação no setor público

‘CopiCola’: conheça o programa da Prefeitura de SP que disponibiliza guias de boas práticas para inovação no setor público

A iniciativa da prefeitura disponibiliza os guias para implementação de programas inovadores por ela realizados, a fim de que outras cidades sigam seu exemplo