Logo BrazilLAB Logo BrazilLAB
Aceleração Programa de Aceleração Aceleração BrazilLAB Inscrições Aceleração

Mais startups, mais estados e mais países participantes: os resultados das inscrições do novo ciclo de aceleração do BrazilLAB

21/11/2019

Neste ano, recebemos mais de 900 cadastros. Em dezembro, serão divulgadas as 25 startups selecionadas.

Estão encerradas as inscrições para o Programa de Aceleração do BrazilLAB que acontecerá no início de 2020. E os resultados são animadores. Foram cerca de 300 startups aplicantes - um aumento de 11% em relação ao ano passado, quando registramos 265 inscrições. Ao todo, tivemos 900 cadastros de interessados. "São resultados expressivos e muito animadores. O aumento no número de inscrições comprova que os empreendedores compreenderam o potencial do impacto de se trabalhar com o setor público”, afirma Letícia Piccolotto, Founder do BrazilLAB.

O número de unidades federativas participantes também aumentou: as startups vêm de 23 estados e do DF. No ano passado, foram 22 estados representados, mais o Distrito Federal. São Paulo lidera as inscrições, com 35% das aplicações; o estado é seguido pelo RJ, com 10%. Ao todo, 91 cidades brasileiras estão representadas. 

Já em relação a startups estrangeiras, os números também melhoraram. Tivemos inscrições de seis países: Estónia, Colômbia, Finlândia, Argentina, Portugal e Índia. No ano passado, foram dois países. Para Letícia, “o aumento da participação de startups de fora do Brasil certamente agregará qualidade ao processo de aceleração”.

 

Maturidade das startups é outro destaque

No balanço geral das inscrições, outro aspecto chama a atenção: quantidade de startups que já venderam para governo, 25%. É um dado importante, que mostra que a pauta de govtech entrou de vez no radar de empreendedores do país. 

Por outro lado, registramos um dado negativo: a diferença entre inscrições de homens (82%) e mulheres (18%). Em relação ao ano passado, tivemos uma queda de 18% no número de aplicantes femininas. “É mais um indício da importância de se batalhar pela igualdade de gêneros no ecossistema empreendedor", defende Letícia.

 

Próximos passos 

A partir de agora, o programa seguirá o seguinte cronograma:

  • 26/11 - recebimento dos pitches das startups inscritas;
  • 18/12 - divulgação das 25 startups selecionadas;
  • 24/01/2019 - início da aceleração; 
  • 13/04 - DemoDay (06 startups aceleradas e 03 vencedoras).

E a premiação será a seguinte: 

Para o 1º lugar 

- Missão para o Vale do Silício em parceria com a BayBrazil, ONG que leva brasileiros para se conectarem com o pólo de inovação californiano;

- Investimento de até R$ 250 mil. 

Para as três startups vencedoras: 

- Assessoria jurídica para apoio em negociação com governos; 

- Participação em eventos para exposição da solução.

 

Você perdeu o prazo, mas também quer fazer parte da nossa rede?

O BrazilLAB vem buscando formas de facilitar a contratação de tecnologia pelo setor público. Além do programa de aceleração, criamos o Selo GovTech, que certifica startups como capacitadas e aptas a trabalharem e venderem para diferentes órgãos do governo. Ao ser aprovada no processo e obter o Selo GovTech, sua startups passará a fazer parte de uma rede de empreendedores que possuem soluções tecnológicas para diversos desafios dos governos. É uma forma de ingressar na nossa rede, mesmo tendo perdido o prazo de inscrição. 

Clique aqui e saiba mais.

Veja Também:

Inovação no Setor Público

"Ciência do surto": sistema de Inteligência Artificial ajudou a antecipar a disseminação de COVID-19

Equipe multidisciplinar de empresa canadense passou um ano ensinando a máquina a detectar 150 doenças letais e acompanhou o deslocamento de milhões de pessoas pelo mundo

Programa de Aceleração Programa de Aceleração: conheça as startups selecionadas para o DemoDay do BrazilLAB

Programa de Aceleração: conheça as startups selecionadas para o DemoDay do BrazilLAB

Em seleção realizada de forma inédita, totalmente online, dez startups apresentaram suas soluções para um grupo de gestores públicos, consultores, investidores e especialistas em govtech, sendo que seis avançaram para a última fase.

Inovação no Setor Público As startups, govtechs e o combate à pandemia: artigo de Letícia Piccolotto na Istoé Dinheiro

As startups, govtechs e o combate à pandemia: artigo de Letícia Piccolotto na Istoé Dinheiro

Os impactos da Covid-19 serão sentidos de maneira bastante peculiar no Brasil, em virtude das características econômicas e sociais do País. Decisões tomadas nos próximos dias representarão a diferença entre salvar centenas de milhares de pessoas ou lamentar não termos agido.