É tempo de ouvir o cidadão: saiba mais sobre a Conecta da Refinaria de Dados - BrazilLAB
PT EN
Logo BrazilLAB
Demoday BrazilLAB Refinaria de Dados Rafael Zenorini Conecta

É tempo de ouvir o cidadão: saiba mais sobre a Conecta da Refinaria de Dados

09/05/2018

A escuta cuidadosa dos ânimos da população permite gerenciar prioridades de programas e identificar a necessidade de campanhas de comunicação

O Demoday 2017 premiou três startups aceleradas pelo BrazilLAB, que apresentaram projetos de inovação e alto impacto na gestão pública. A segunda startup com maior pontuação no evento foi a Refinaria de Dados, que surpreendeu com a premissa de ouvir os anseios e analisar em profundidade a população. Afinal, quanto mais conhecemos os cidadãos, melhor serão a comunicação e o direcionamento das políticas públicas.

“Como seria colocar o ouvido no coração e na mente dos munícipes e dos visitantes das cidades que vocês governam?”. Com essa pergunta, Rafael Zenorini iniciou seu pitch vencedor, no evento que celebrou o empreendedorismo voltado a soluções para prefeituras.

Refinaria de Dados desenvolveu uma poderosa tecnologia de coleta, processamento e análise de rastros digitais. A partir daí, com o BrazilLAB, foi estruturada a Conecta. Com a solução, é possível medir a popularidade da gestão, de projetos e iniciativas da prefeitura.

 

No lugar de perguntas, rastros digitais

É sabido que o comportamento das pessoas, quando participam de pesquisas, pode ser alterado. Este é um desafio constante de qualquer instituto de pesquisa: coletar o dado “puro”, sem influenciar, tendenciar ou provocar distorção.

A metodologia inovadora da Refinaria de Dados permite a extração de dados gerados espontaneamente, debruçando-se exclusivamente sobre os rastros digitais das pessoas. As portas para acesso a esses rastros digitais são sinais abertos de Wi-fi. Ao disponibilizar internet gratuita em espaços públicos, a tecnologia da Refinaria de Dados é implementada para “ouvir” a população.

Refinaria de Dados

Com o sinal aberto, é monitorado minuciosamente o comportamento de navegação das pessoas, como quantas vezes cada indivíduo rolou a timeline em uma rede social e quanto tempo ficou parado em cada foto, as buscas na internet, os hábitos de navegação, postagens e interações.

A acurácia é garantida pelo reforço de uma série de indícios que geram cada constatação. Para identificar se alguém adora chocolate, por exemplo, é identificado se um usuário deu um “like” em uma foto de chocolate, se participa de grupos de amantes de chocolate, se clicou em receitas com chocolate, se buscou uma loja de chocolate e assim por diante. Após diversos sinais, o sistema pondera e pode afirmar que X% da população gosta de chocolate.

Por padrão, a ferramenta já extrai, de simples informações coletadas, 28 pontos de caracterização do indivíduo -- entre eles, faixa etária, localização geográfica, locais frequentados e identificação de gênero, além do binarismo convencional, poder aquisitivo, relacionamento, traços físicos, religiosidade e grupos de interesse. Uma radiografia da população, com informações valiosas sobre personalidade e temperamento de cada indivíduo.

 

A experiência com turismo em Ilhabela

Esse olhar aprofundado já foi testado inicialmente em um projeto com a Secretaria de Turismo de Ilhabela. Em 20 dias, foram analisadas mais de 150 mil pessoas, sem a necessidade de fazer nenhuma pergunta direta sequer. O nível de profundidade é tamanho que foi possível inferir que 30% dos visitantes tocam algum instrumento musical.

O resultado permite guiar eventos, por exemplo, dando indicações de qual estilo musical é mais apreciado pelos frequentadores. Além de gerar esse retrato, foi possível destacar pontos a serem trabalhados para a evolução do turismo. Como, por exemplo, a questão da balsa e o mosquito “borrachudo”. No projeto, foi identificada uma crença de que o mosquito possa transmitir doenças.

Ou seja, por falta de informação, o fluxo de turistas é impactado. A conclusão permite ações pontuais da Secretaria de Turismo para levar a informação correta às pessoas e concentrar esforços na melhoria de pontos específicos do transporte para a ilha.

Outras duas cidades que já estão sendo conectadas são Atibaia e Bragança Paulista, em fase de implementação dos pontos de Wi-fi e coleta de dados.

Mais um ponto que chamou a atenção da banca do Demoday 2017 foi a viabilidade do Conecta. A ferramenta é altamente executável, já que não onera o orçamento do município. Com monetização da internet, via espaços publicitários na rede, a operação se paga, permitindo o benefício da internet grátis às pessoas e as informações em profundidade ao gestor público.

 

É tempo de ouvir as cidades

Logo na indicação de sua startup no programa da BrazilLAB, Rafael Zenorini já se mostrou animado. “Estamos entusiasmados com a oportunidade de oferecer nossa tecnologia para aproximar a administração pública dos munícipes, turistas e visitantes das cidades do Brasil”. Após meses de trabalho intenso, a formatação do Conecta e a premiação no Demoday, a sensação é de uma grande etapa concluída com sucesso.

A escuta cuidadosa dos ânimos da população permite gerenciar prioridades de programas e identificar a necessidade de campanhas de comunicação. E ao saber como cada ação da prefeitura reverbera na população, o poder público saberá se está seguindo no caminho certo.

Veja Também:

Inovação no Setor Público Iguá Lab é eleito a ideia mais inovadora do ano no PPP Awards

Iguá Lab é eleito a ideia mais inovadora do ano no PPP Awards

Iniciativa promovida pelo BrazilLAB selecionou projetos de startups voltados à melhoraria da eficiência no setor de saneamento

Programa de Aceleração Aceleração 2018: conheça as startups selecionadas para o challenge de Gestão de Pessoas

Aceleração 2018: conheça as startups selecionadas para o challenge de Gestão de Pessoas

Mineração de dados para auditoria em folha de pagamentos e plataforma de cursos de inovação para gestores públicos estão entre as soluções.

Programa de Aceleração Aceleração 2018: conheça as startups selecionadas para o challenge de Meio Ambiente

Aceleração 2018: conheça as startups selecionadas para o challenge de Meio Ambiente

Detecção automática de incêndios e gerenciamento de resíduos estão entre as soluções.