Aceleração: saiba como foi a Banca Pitch e conheça as startups que estarão no DemoDay - BrazilLAB
PT EN
Logo BrazilLAB
GovTech Programa de Aceleração Inovação em Governo Banca Pitch UPSaúde Fábrica de Negócio SmartSíndico GESUAS Faz Game Lunix

Aceleração: saiba como foi a Banca Pitch e conheça as startups que estarão no DemoDay

21/03/2019

Vinte empresas apresentaram suas soluções para uma banca, e seis foram selecionadas para a grande final que acontece em 28 de março.

O Programa de Aceleração do BrazilLAB passou por mais uma importante etapa. Em 19 e 20 de março, aconteceram as apresentações da Banca Pitch. Durante os dois dias, os empreendedores e as empreendedoras das 20 startups selecionadas encararam uma banca formada por especialistas, investidores, empreendedores, patrocinadores e representantes de prefeituras. Nesta quinta-feira, 21, temos o prazer de divulgar as seis startups selecionadas para o DemoDay.


--> Inscreva-se no DemoDay <--

 

As seis finalistas

A partir das apresentações dos pitches, os componentes da banca deram notas para cada startup, em diferentes quesitos. Por meio dessa avaliação, foram selecionadas as seis empresas que participarão do DemoDay (inscreva-se aqui). São elas:

  • Fábrica de Negócio
  • Faz Game
  • GESUAS
  • Lunix
  • SmartSíndico
  • UPSaúde

Agora, é hora de apresentar as soluções para investidores, parceiros, especialistas e também gestores públicos de todo o país, que irão avaliar e eleger as três vencedoras desta edição. O evento acontece no dia 28 de março, na Unibes Cultural (SP), e contará com palestra exclusiva de Beth Blauer, fundadora do GovEx, Centro de Excelência para Governos da Universidade Johns Hopkins. Vai ser imperdível!

 

Mais sobre as Startups finalistas

Fábrica de Negócio: a startup criou o FN Payroll Audit, solução de Mineração de Dados que utiliza algoritmos de Inteligência Artificial para realizar auditoria na folha de pagamento de órgãos públicos – contribuindo para melhores práticas e o bom uso dos recursos públicos.

FazGame: a startup criou um software lúdico e intuitivo de criação de games educacionais. Com ele, crianças e os jovens podem participar do desenvolvimento do produto final, pois não há a necessidade de conhecimento em design ou programação – os games são do gênero point and click.

GESUAS: plataforma para gestão integrada do prontuário do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) – com o qual é possível fazer o registro de todas as informações de atendimentos às famílias, gerando informações em tempo real e de forma territorializada.

Lunix Inteligência em Energia: sistema que gerencia e direciona a iluminação pública – atuando de acordo com as informações geradas pelos sensores, como movimentação de pedestres e veículos e a luminosidade local.

SmartSíndico: aplicativo que fornece aos síndicos de condomínios de Habitação de Interesses Social (CDHU, Cohab, Cingapura, Minha Casa Minha Vida e outros) ferramentas necessárias para a correta administração condominial de forma simples, barata, prática e eficiente.

UpSaúde: empresa que desenvolve aplicativos para processar e disseminar, para órgãos públicos, informações sobre pacientes de modo a otimizar o atendimento à saúde.

  

Banca Pitch BrazilLAB

Cada empreendedor e empreendedora teve cinco minutos para o seu pitch. Ou seja, para explicar o negócio, contar como opera a solução e quais são as oportunidades de inovação que oferecerá a prefeituras e a demais órgãos de governo. Depois, foram reservados quinze minutos para perguntas da banca.

No primeiro dia, apresentaram-se líderes das seguintes startups: Sintecsys, Plataforma Verde, Avicena, UPSaúde, Eu Saúde, UniverSaúde, Feedback House, Fábrica de Negócio, SmartSíndico, GESUAS, Egalitê e Surdo Para Surdo.  

 

Oportunidade única

Para Osmar Bambini, da Sintecsys (Jundiaí - SP), participar da Banca Pitch foi uma “oportunidade única”. Quanto ao temor de apresentar um pitch para um público possivelmente novo, ele afirmou: “nós nos preparamos para isso, porque não deixa de ser um processo de venda. A nossa apresentação é a nossa verdade, o nosso dia a dia, então conversamos sobre o que está no nosso DNA. Acabo não temendo por causa disso.”

Ele ressaltou que, para a empresa, a jornada da aceleração chega a ser mais importante do que ir para a final. “Existem muitas oportunidades a serem aproveitadas durante o processo, e também muitos aprendizados a serem aplicados no negócio.”

Bambini afirmou, ainda, que um grande desafio foi apresentar um modelo de negócio para os gestores públicos. “Nós tínhamos uma suspeita de que poderíamos vender para os governos. E conversando com o pessoal do BrazilLAB, conseguimos formatar melhor isso.”

 

A mesma sintonia

Já Daniel Andrade, da Avicena, empresa sediada em Fortaleza, destacou o contexto de mundo real da experiência. “Pelas reações e perguntas das pessoas da banca, deu pra ver que elas estão na mesma sintonia que a gente. Deu pra perceber que entendem daquilo que enfrentamos no dia a dia. Às vezes, existe uma certa dissonância entre o mundo de startups e os governos, mas isso não aconteceu aqui. As perguntas foram direcionadas para aquilo que enfrentamos, os desafios práticos.”  

Daniel também fez um balanço da aceleração até aqui. “Tem sido um grande aprendizado, tanto pelo conteúdo que foi passado pelos mentores e pelos palestrantes, quanto pela troca com os outros empreendedores. Todo mundo se ajudou, e isso me surpreendeu. Cada vinda nossa a São Paulo constituiu um degrau de aprendizado muito intenso”, concluiu o empreendedor.

 

Feedbacks valiosos

No dia seguinte, apresentaram-se empreendedores e empreendedoras das startups restantes: Mundo4D, Botnicks, Kriativar, FazGame, Lunix, AiPlates, Sirius App e NEARBEE.  

Fernanda Getschko, do Mundo 4D, destacou a composição da banca. “São pessoas de diferentes setores e backgrounds que deram feedbacks muito valiosos no sentido de amarrarmos o nosso produto para ele ser oferecido ao setor público”, afirmou. “Foi uma experiência de muito aprendizado, e com certeza vamos levar essas contribuições para dentro de casa”, concluiu a empreendedora.

Já Daniel Faria, da paulistana Botnicks, ressaltou o caráter propositivo da banca. “O pessoal deu muitas dicas, orientou, colaborou. Todos questionaram sobre o modelo para vendermos para as Prefeituras. Não teve aquilo que vemos em muitas bancas de pitch, de só bater. Foi complementar”, afirmou ele. Marcos Primo, da mineira AiPlates, destacou o desenvolvimento vivenciado em toda a jornada: “mais do que um processo de aceleração, está sendo um processo de aprimoramento pessoal.”

A segmentação foi, para Carla Zelzter (da carioca Faz Game), o ponto alto da experiência. “O perfil dos participantes da banca, uma vez que o foco é governamental, é diferente, segmentado. Então, as perguntas foram bem focadas nos problemas públicos”. Ela estava preparada para isso? “Sim, como temos alguma experiência, colocamos informações nesse sentido. Mas alguns pontos nos ajudaram muito, além de dicas. Por exemplo, o quanto o nosso produto está focado para demandas específicas”, completou Carla.

 
DemoDay BrazilLAB

Data: 28 de março de 2019, das 10h às 14h

Local: Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500 - Sumaré, São Paulo - SP, 05409-012

Inscrições: http://bit.ly/DemoDayLAB2019

Veja Também:

Inovação no Setor Público BrazilLAB na CBN - Quais os caminhos para a transformação digital no Brasil?

BrazilLAB na CBN - Quais os caminhos para a transformação digital no Brasil?

Letícia Piccolotto, fundadora do BrazilLab, participou do programa Revista CBN e falou sobre o cenário atual da digitalização no Brasil

Inovação no Setor Público BrazilLAB faz parceria com Startse para a realização de evento com a pauta GovTech

BrazilLAB faz parceria com Startse para a realização de evento com a pauta GovTech

O BrazilLAB é co-realizador da GovTech Conference, evento que reunirá políticos inovadores e startups em busca de soluções criativas para tornar a gestão pública mais eficiente

Inovação no Setor Público Ações de inovação podem render prêmio de até R$ 30 mil e viagem internacional a servidores públicos

Ações de inovação podem render prêmio de até R$ 30 mil e viagem internacional a servidores públicos

Prêmio Espírito Público vai premiar profissionais com trajetórias de contribuição para o serviço público no Brasil, superação e trabalho em equipe