PT EN
Logo BrazilLAB
GovTech Programa de Aceleração GESUAS Inclusão Social Igor Coelho DemoDay

“A troca de experiências com os outros empreendedores fez a diferença”: como o GESUAS foi a grande vencedora do DemoDay

22/04/2019

Para o empreendedor Igor Coelho, compartilhar desafios e vivências ao longo da aceleração foi fundamental para que a Startup encontrasse atalhos e aprimorasse a solução

Antes mesmo de conquistar o primeiro lugar no DemoDay, Igor Coelho já se considerava um vencedor. Para o responsável pelo GESUAS, plataforma para a gestão integrada do prontuário do sistema único de assistência social (SUAS), ter sido escolhido para participar do 3º ciclo de aceleração do BrazilLAB já foi uma vitória. “Porque logo vi que teria a oportunidade de interagir com empreendedores que tinham o mesmo propósito que nós. E, principalmente, porque poderia contribuir com soluções para que governos mudassem a vida das pessoas”.

No entanto, etapa por etapa, Igor foi avançando. Depois de ser uma das 33 startups selecionadas para o programa, o GESUAS esteve entre as 30 que concluíram o processo, passou para a Banca Pitch, chegou ao DemoDay e saiu dele como o grande vencedor. “A sensação de realização foi enorme, indescritível”, afirma o empreendedor.

 

De olho no que deu certo, e principalmente no que não deu

Igor Gesuas

Ele destaca, principalmente, a troca de experiências com os demais participantes ao longo do processo de aceleração: “as oportunidades que tivemos de encontrar os empreendedores fizeram a diferença. Pois era o momento de estar junto com outros gestores que vivenciam os mesmos desafios que nós, o que nos permitiu criar atalhos. O pessoal compartilhava o que deu certo e o que não deu, e isso foi precioso para aprimorar a nossa solução.”

Igor ressalta, também, o último módulo do ciclo de aceleração, focado em análise de impacto. Durante o encontro, os empreendedores e as empreendedoras tiveram uma verdadeira aula com Sérgio Lazzarini (Insper) sobre mensuração de resultados com foco em impacto social. “Pudemos refletir sobre modelo de negócio e principalmente sobre o impacto que causamos para o governo, para a população”, afirma o empreendedor, para quem a teoria da mudança “foi fundamental”.

De acordo com Lazzarini, a Teoria da Mudança se divide nas seguintes etapas:

  • Definição de insumos (recursos humanos, físicos, financeiro e práticas);
  • Elaboração das atividades (linhas de ação, programas de intervenção);
  • Desenvolvimento de produtos e serviços oferecidos aos participantes do programa;
  • Medição de resultados das atividades (mudanças em variáveis relacionadas à atividade e valorizadas pela população-alvo);
  • Verificação de resultados para a sociedade (o que realmente causa mudança social).

 

“Friozinho na barriga”

À medida que ia vencendo etapas, Igor sentia a responsabilidade crescendo. “Antes de cada desafio, dava aquele friozinho na barriga. O mais difícil foi passar da banca pitch, porque, das 20 startups, só seis foram escolhidas”, conta o responsável pela GESUAS. De acordo com ele, ao descobrir que havia passado para o DemoDay, entendeu que já tinha “chegado aonde queria”.

Mas havia a última etapa, a grande final. E era preciso estar preparado. “No dia anterior ao DemoDay, pratiquei muito o meu pitch, fiquei das dez da noite à uma da manhã treinando. Porque ali eu sabia que não podia errar. Não podia escorregar na apresentação”. Igor conta que o propósito e os benefícios da solução, para ele, estavam muito claros; o desafio era fazer com que que estivessem claros também para todos.

 

“A cereja no bolo”

Hamilton Alves

No final, o objetivo foi atingido. Todos entenderam a importância da solução, que permite registrar informações relativas ao atendimento de assistência social de famílias; e que disponibiliza, para a gestão municipal, esses dados em tempo real e separados por regiões. “A conquista foi a cereja do bolo, porque muitas portas têm se aberto. E a visibilidade proporcionada pelo BrazilLAB tem trazido muitas oportunidades, também”, conta Igor.

Entre as oportunidades, está a implantação do sistema como piloto nos municípios parceiros do BrazilLAB. Afinal, havia muitos prefeitos e representantes do setor público no DemoDay, e todos se mostraram interessados pelo GESUAS.

Para Igor Coelho, todo esse processo representou um avanço determinante para a empresa. “Temos o propósito de sermos um instrumento para melhorar a vida das pessoas. Demos um ótimo passo, e agora estamos caminhando mais rápido”, conclui ele.

 

Também quer fazer parte desta rede?

A quarta edição do Programa de Aceleração terá suas inscrições abertas em breve! Clique aqui para não perder nenhuma novidade. Você pode vir a ser uma das aceleradas do BrazilLAB e contar com uma rede de especialistas e gestores públicos em sua jornada!

Nosso programa tem como principal objetivo adaptar e validar as soluções selecionadas para que atendam às demandas de gestores públicos e resolvam os principais problemas enfrentados pelos municípios brasileiros. Faça parte!

Veja Também:

Entender antes de atender e pés no chão:  as dicas de gestores públicos para startups  que querem vender para governos

Entender antes de atender e pés no chão: as dicas de gestores públicos para startups que querem vender para governos

Especialistas em inovação das Prefeituras de Itu e de São Paulo indicam características que consideram indispensáveis em empresas de Govtech

Contratação de inovação pelo governo - Um artigo de Guilherme Dominguez, no JOTA

Contratação de inovação pelo governo - Um artigo de Guilherme Dominguez, no JOTA

O Diretor do BrazilLAB traz, neste artigo, sua contribuição para o Marco Legal das Startups e o desenvolvimento do Termo de Colaboração para Teste de Inovação (TCTI).

Novidades de Govtech: o que ler, ver e ouvir  para ficar por dentro de tudo que acontece

Novidades de Govtech: o que ler, ver e ouvir para ficar por dentro de tudo que acontece

Preparamos uma lista de portais, blogs e podcasts para você não perder nenhuma notícia importante ou oportunidade.